Por trás dos livros da Primavera Editorial

Nome:  Rosi Carllos1012978_10206565815133577_8252921713940310134_n
Há quanto tempo trabalha na editora?  5 meses
Função:  Assistente Administrativo
Sua parte favorita do trabalho na Primavera Editorial: Levar a leitura para as pessoas, pois os livros enriquecem nosso aprendizado.
Qual livro da Primavera Editorial você recomendaria para seu melhor amigo? As 3 leis do Desempenho para meus amigos administradores e a Cidade do Paraíso: Há vida na maior favela de São Paulo, que mostra de uma forma ampla a vida das pessoas na favela de Paraisópolis, que muitas vezes sofrem com o preconceito da sociedade. 

Bate-papo com a autora Susanne Andrade

No próximo dia 13, na FNAC Paulista, será realizado o bate-papo O segredo do sucesso é ser humano:  O real significado de “ser humano” nos dias de hoje, em parceria com a jornalista Joyce Moysés. A Primavera Editorial convidou a autora Susanne Andrade para uma conversa, e damos uma prévia exclusiva do que será discutido no evento.

 

– O que você definiria como “ser humano” dentro do ambiente corporativo?

Ser Humano neste ambiente é toda pessoa que faz parte do mundo corporativo, independente do crachá que usa, independente de nível hierárquico ou papel que ocupa, e sim todos aqueles que estão por trás desses crachás. Todos tem igual importância para o processo e precisam ser valorizado dentro desta perspectiva. Algo simples como o nome dessas pessoas, o referencial, tem sido esquecido, sendo substituído por rótulos e títulos de cargos. São pessoas que tem sentimentos, que estão ali por um propósito, na busca de uma realização, em primeiro lugar. Quando temos esse entendimento conseguimos exercitar a empatia e atuar com base em valores como o respeito, a ética, o cuidado e amor nos relacionamentos.

Entender que todo o sucesso, as conquistas, o desenvolvimento de competências vem do ser humano é essencial, e não como máquinas que se desenvolvem sem conexão com o ser. Um dia acompanhei um profissional em processo de assessment (avaliação) para promoção, que tinha sido pai há alguns meses. Ao dar a devolutiva para uma equipe de gestores, o anterior criticou o resultando, dizendo que tudo aquilo não condizia com o que o perfil dele. O atual afirmou que eu estava descrevendo todo o potencial e realidade do profissional. Outras pessoas presentes que conviveram com ele durante todo o período comentaram sobre a importante mudança dele ao ser pai, com maior responsabilidade, comprometimento e entrega, demonstrando maturidade como ser humano e profissional. Tudo está integrado, pois somos pessoas com valores por trás dos crachás.

É fundamental também nos vermos como seres humanos, sendo generosos com nós mesmos, cuidando de nós em primeiro lugar. Precisamos nos valorizar para sermos valorizados.

 

– O que a inspirou para escrever o livro?

A minha inspiração para escrever “O Segredo do Sucesso é Ser Humano” surgiu a partir de vivências pessoais e experiências profissionais. Primeiramente, vivenciar relacionamentos interpessoais e trabalhar nessa perspectiva me fez observar o quanto estão acontecendo mudanças para pior nos padrões de convivência entre as pessoas, o que vem acarretando doenças psicossociais, depressões, estresse, conflitos, com muito desconforto como consequência direta disso tudo.

A segunda inquietação diz respeito a um termo que virou “modismo”: sustentabilidade, e que trago de forma ampliada no livro, ou seja, na perspectiva humana, com espaço para reflexão e conscientização das ações em direção a mudanças nos relacionamentos.

Nós, como sujeitos do ambiente, especialmente no mundo corporativo ou na relação com a carreira, de onde surge muito estresse e conflitos, precisamos cuidar da sustentabilidade humana, nos preparando para um novo mundo, nos educando a pensar, de forma consciente, sobre tantas questões que nos afligem. Dentre tantas, a qualidade dos nossos relacionamentos destaca-se como uma das mais importantes, a começar pelo relacionamento com nós mesmos, com as escolhas que fazemos.

 

– Você já passou por uma situação de desgaste, com dificuldade para motivar aos outros e a si mesma? Como lidou com isso?

 

Já passei sim, afinal, sou humana. Tem dias em que acordo desanimada, sobrecarregada ou estou cansada pelo dia a dia de correria neste mundo moderno. Dai procuro dar uma pausa, dormir, passear, cuidar de mim. São sinais que devemos ouvir. Acontece que às vezes o descansar não resolve, quando me percebo estressada, com falta de motivação no dia a dia. A partir daí busco identificar objetivos a serem redirecionados, como a delegação de atividades, atitudes na relação com o trabalho, padrão de relação com clientes e parceiros, equilíbrio entre a minha vida pessoal e profissional. É uma questão de constante tomada de consciência.

Uma vez aconteceu algo mais sério: passei por uma depressão. Depois de um ano acompanhada por especialistas, fui identificando as causas prováveis e a que mais me marcou foi a falta e sintonia entre o que eu acreditava com o que eu estava fazendo. Tenho a simplicidade e amorosidade como base, como importantes valores em minha vida. Ao chegar em São Paulo para atuar com maior foco no mundo corporativo, ouvia muito as pessoas dizerem sobre a formalidade na área, de que a simplicidade não tinha muito espaço, nem o amor, pois quanto mais complexo o meu trabalho, quanto mais rebuscadas as teorias, e quanto mais eu tivesse um “coração cabeludo”, deixando de ser “anjinha” mais eu teria espaço. Fui me moldando ao novo mundo e virou uma panela de pressão. Chegou um dia que estourou, como um presente em minha vida. Renasci da depressão assumindo a minha essência, a minha simplicidade e amorosidade, atuando com autoconfiança nessa perspectiva. Foi uma libertação. Busco sim importantes teorias para dar base ao meu trabalho, transformando tudo isso em simplicidade ao passar as mensagens, de forma que toque o coração das pessoas, para a sua realização na vida pessoa e profissional, de forma integral. Acredito nisso e sigo nessa triha!! Como afirmou Jung: “Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana”.

Já deparei com muitas pessoas desmotivadas e posso dizer que isso faz parte do meu dia a dia. A “deliciosidade” é saber que há sempre uma solução, quando a pessoa está aberta a mudanças. É com o que trabalho, através do coaching, de palestras, aulas e treinamentos. Contribuir para a realização das pessoas, ajudando-as a encontrar essa motivação, faz parte do meu propósito na vida e carreira, o que me dá muito entusiasmo pelo que faço.

 

– Que mensagem você gostaria de deixar para os leitores?

Quero desejar muito sucesso a você, querido leitor, lembrando que a sua felicidade precisa estar sempre em sintonia com esse sucesso. Para isso é fundamental ter as suas atitudes com base nos valores, no que é importante para você, e que siga nessa direção para as escolhas em sua vida, tanto pessoal quanto profissional. Busque fazer aquilo que lhe dá brilho nos olhos, que esteja em sintonia com o seu propósito, conquistando a sua liberdade, e se apaixone por tudo o que faz, conquistando a sua felicidade nas coisas mais simples da vida.
01-Susanne-09.09.2014
Susanne Andrade tem paixão por lidar com pessoas, sendo esse o combustível de sua vida. É escritora, coach e palestrante. Realiza consultoria na área de Desenvolvimento Humano. Dá aulas, com o foco em Gestão de Carreira/Coaching, em cursos de MBA da FIAP. Graduada em Serviço Social, com mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), tem pós-graduação em Recursos Humanos com extensão em Modelos de Gestão e Clima Organizacional pela FGV. Escreve sobre a humanização das relações para a conquista de resultados também em seu blog: www.susanneandrade.com.br. Publicou, pela Primavera Editorial, o livro O Segredo do sucesso é ser humano: Como conquistar resultados sensacionais na vida pessoal e profissional.

1.º encontro de literatura infanto-juvenil da Lusofonia em Lisboa, Portugal de 2 a 7 de fevereiro.

Screen Shot 2015-01-29 at 5.52.02 PM

O 1.º ENCONTRO REÚNE AUTORES, ILUSTRADORES E CONTADORES DE HISTÓRIAS DA LÍNGUA PORTUGUESA.

Encontro decorre na Fundação “O Século”. Ondjaki (Angola); Ziraldo (Brasil); Luís Carlos Patraquim (Moçambique); Isabel Alçada; Carmelinda Gonçalves (Cabo Verde), são alguns dos nomes já confirmados.

A Fundação “O Século”, vai organizar, entre 2 e 7 de Fevereiro de 2015, o 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia, que vai reunir vários escritores, ilustradores e contadores de histórias da Língua Portuguesa.

Este 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia irá juntar escritores, ilustradores, editores, professores, estudiosos, animadores do livro e da leitura, promovendo debates, apresentações de livros, conversas com autores e artistas.

Entre 2 a 6 de Fevereiro, os escritores participarão em sessões nas escolas dos concelhos de Cascais, Oeiras e Amadora.

Os dias 5 e 6 de Fevereiro serão dedicados à reflexão sobre as diferentes temáticas relacionadas com a literatura infanto–juvenil na Lusofonia, temas que estarão em debate em várias mes

as redondas, com a participação de escritores, ilustradores, narradores e especialistas.

O último dia do Encontro fica destinado à realização de oficinas de escrita, ilustração e narração.

Em paralelo, decorrerá nas instalações da Fundação “O Século” uma Feira do Livro temática, havendo, ainda, lugar para a apresentação de livros e narração de histórias.

Muitas presenças confirmadas

São muitos os autores, ilustradores, narradores e especialistas que têm já a sua presença confirmada neste 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia.

Autores: Adelice Souza (Brasil), Alice Vieira, Ana Maria Machado (Brasil), António Torrado, Carla Maia de Almeida, Carmelinda Gonçalves (Cabo Verde), Cláudia Marques, David Machado, Isabel Alçada, Isabel Minhós Martins, Margarida Botelho, Margarida Fonseca Santos, Ondjaki (Angola), Richard Zimler, Ziraldo (Brasil), Luís Carlos Patraquim (Moçambique).

Ilustradores: André Letria, Catarina Sobral, Danuta Wojciechowska.

Narradores: António Fontinha, Rodolfo Castro, Sónia Gamei

Especialistas: Dora Batalim, Fernando Pinto do Amaral, Leonor Riscado, Teresa Calçada.

Comissão de Honra

O Reitor Honorário da Universidade de Lisboa, o Professor António Sampaio da Nóvoa, é o Presidente da Comissão de Honra do 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia, que vai ter lugar, entre 2 e 7 de Fevereiro, na Fundação “O Século”.

A Comissão de Honra deste 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia conta ainda com a presença do Professor Fernando Pinto do Amaral, o Comissário do Plano Nacional de Leitura; a Dra. Teresa Calçada, Comissária Adjunta do Plano Nacional de Leitura; e Dra. Leonor Riscado, da Escola Superior Educação de Coimbra.

Integram também esta Comissão de Honra os escritores Pepetela (Angola), Mia Couto (Moçambique); António Torrado (Portugal) e Ana Maria Machado (Brasil).

Professores

Dada a relevância deste Encontro para os profissionais do sector educativo, a participação neste 1.º Encontro de Literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia é reconhecida como uma acção de Formação para Professores acreditada pelo Concelho Científico-pedagógico da Formação Contínua de Professores do Ministério da Educação.

Cique aqui para saber todas as informações sobre o 1.º Encontro de literatura Infanto-Juvenil da Lusofonia

Facebook

Screen Shot 2015-01-29 at 6.04.41 PM