Uma visita ao Rio de Janeiro

* por Izabela Villalba, Primavera Editorial

 

Presente nos cartões postais mais famosos do mundo, o Rio de Janeiro é conhecido pelas suas belezas naturais e um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil.

O que muitas pessoas não sabem é que o Rio de Janeiro é um ótimo destino literário para os apaixonados por livros, com as mais belas livrarias.

 Separamos um top 3 das livrarias que você não pode deixar de visitar na sua passagem pela cidade maravilhosa:

Livraria ArgumentoArgumento2



Localizada na Rua Dias Ferreira, no bairro do Leblon, a Livraria Argumento possui um ar intimista, como uma típica livraria de bairro, daquelas que podemos passar uma tarde inteira lendo
um bom livro.
Com um charmoso café localizado dentro da livraria, o cheiro das refeições servidas no espaço são um convite para degustarmos um bom livro.

 

Argumento1

 

 

 

Livraria da Travessa – Leblon Travessa1

Localizada a apenas alguns metros da Livraria Argumento, a Livraria da Travessa, dentro do shopping
Leblon, é um convite para que o leitor se perca em meio a tantos livros que surgem em meio as escadas da livraria. Com uma infinidade de títulos disponíveis, o leitor precisa dedicar algumas horas para que possa apreciar todos os tesouros escondidos nessa grande livraria.

 

Travessa

 

 

Livraria Cultura Cine Vitória

Inaugurado em 1942, o Cine Vitória foi amplamente anunciado nos jornais da época e atraia o grande público. Com o passar dos anos houve uma grande queda de frequentadores e, após anos de abandono, em 2012 foi inaugurada a segunda mega-store da Livraria Cultura na cidade do Rio de Janeiro. Mantendo a arquitetura original, a livraria é uma verdadeira viagem no tempo e uma maravilha arquitetônica.

Cultura1 Cultura2 Cultura3 Cultura4

Bookstore Barnes & Noble, Manhattan – New York, USA

B&N

Foi em 1873 que Charles Montgomery Barnes, um grande amante por leitura, começou um pequeno negócio de livros usados que funcionava em sua própria casa na cidade de Wheaton, em Illinois. No ano seguinte, mudou-se para Chicago, e o pequeno negócio recebeu o nome de C.M. Barnes Company, agora vendendo livros novos e usados, e se especializou em livros didáticos. Em 1902, seu filho, William Barnes, tornou-se presidente da empresa, e fez o negócio crescer com a ajuda de outros sócios. Em 1917, vendeu sua parte na empresa e viajou de trem para New York city. Após muita negociação fundou sociedade com Clifford Noble da Noble & Noble, que era especializada em livros educacionais. Assim nasceu a renomeada BARNES & NOBLE.

Continue reading