Por trás dos livros da Primavera Editorial

profissionais Primavera Editorial (45)

 

Nome: Izabela Zuppo Villalba

Função: Marketing e Mídias Sociais

Formação: Técnico em Marketing.

Há quanto tempo trabalha na editora? Há 1 ano e 6 meses.

Qual é a sua parte favorita do trabalho na Primavera Editorial? Ter a oportunidade de levar conhecimento às pessoas de uma forma divertida e prazerosa.

 

Teve algum livro que, após a leitura, provocou alguma mudança em você?  “Manual de gentilezas do executivo: Como pequenos gestos constroem grandes empresas” me fez enxergar a importância dos pequenos gestos no dia a dia, que muitas vezes são esquecidos,  para tornar a convivência empresarial e até mesmo pessoal cada vez mais agradável.

Primavera Editorial anuncia ações para o Dia Mundial da Boa Ação, iniciativa do movimento A Corrente do Bem

A Primavera Editorial, parceira do movimento colaborativo A Corrente do Bem desde 2011, está preparando duas ações para celebrar o Dia Mundial da Boa Ação.

A editora prevê a doação de 400 obras para o projeto “Livro de Rua” – desenvolvido no Parque Gabriel Chucre, em Carapicuíba – e o lançamento de “Primavera de Gentilezas”, livro digital com dicas de autores sobre como incluir gentileza no cotidiano.

O Dia Mundial da Boa Ação, iniciativa da sociedade civil que acontece em mais de 60 países, será celebrado em 24 de abril.

**********************************************************    

Parceira de A Corrente do Bem, a Primavera Editorial prepara uma ação dupla para celebrar o Dia Mundial da Boa Ação, em 24 de abril. Com a proposta de “dar liberdade aos livros” e torná-los acessíveis a maior número de pessoas, a equipe da editora doará 400 obras ao projeto Livro de Rua – iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e da Coordenadoria de Parques – do Parque Gabriel Chucre, em Carapicuíba (SP).

A outra ação será o lançamento do livro digital  Primavera de Gentilezas, com dicas de como inserir gentileza no cotidiano. A obra foi escrita a partir da colaboração dos autores da Primavera Editorial – Stella Kochen Susskind, Nuria Torrents, Claudia Frankel Grosman, Teresa Garbayo dos Santos, Dina Blaj Schaffer, Lidia Aratangy, Gilberto Abrão, Inês Sucar, Edna Bugni, Eliane Marracini e José Tolovi Jr. – integrantes do projeto Escritores do Bem. Com download gratuito, o livro digital pode ser baixado, a partir do dia 22 de abril, pelo link http://escritoresdobem.com.br

tablet

3D capa

 

 

 

 

 

 

 

Durante o último domingo de cada mês – em abril, no dia 27 –, os frequentadores encontram exemplares de livros “soltos” nos quatro cantos do parque. As obras podem ser lidas no local ou levadas para casa. A devolução pode ser feita no próprio parque ou em espaços públicos. A equipe da Primavera Editorial, que já “libertou” mais de mil livros no parque, doará mais 300 livros arrecadados em diversos postos de coleta em São Paulo. O Parque Gabriel Chucre fica na Rua da Consolação, 505, Vila Gustavo Correia, em Carapicuíba, município da região metropolitana de São Paulo.

A Primavera Editorial aderiu ao movimento colaborativo em 2011, quando a iniciativa chegou ao Brasil. Criado na Austrália em 2007 – alusivo ao livro Pay it Forward, de Catherine Ryan Hyde e, posteriormente, ao filme de mesmo título – A Corrente do Bem está presente em mais de 60 países, sendo um movimento da sociedade civil que tem por proposta mobilizar as pessoas a incluir práticas e ações de gentileza no cotidiano. Na visão da Primavera Editorial, a gentileza pode acontecer por meio do acesso à leitura. 

Primavera Editorial & A Corrente do Bem

Associada à inovação e ao pioneirismo de formatos e conteúdos editoriais, a Primavera Editorial é uma empresa nacional comprometida com a produção de livros de qualidade e com o fomento ao acesso à leitura. No cerne da atuação, encontra-se o investimento em iniciativas que têm por missão encontrar caminhos para que o livro chegue ao maior número de leitores.

“As ações de responsabilidade social permeiam o cotidiano da Primavera Editorial desde a fundação, há cinco anos. Estamos conectados com iniciativas que têm sinergia com os nossos valores. Somos doadores não apenas do projeto Livro de Rua e de bibliotecas públicas, como também apoiamos o Literatura Alimenta, projeto da Livraria da Vila e da Cesta Nobre”, afirma Lourdes Magalhães, presidente da Primavera Editorial.

**********************************************************

Por trás do livros da Primavera Editorial

DSC0727

Nome: Carla Aparecida Neves Saldanha

Função: Representante Comercial. Sou responsável em atender as livrarias e distribuidores de livros.

Formação: Administração de empresas

Há quanto tempo trabalha na editora? Há 25 dias.

Qual é a sua parte favorita do trabalho na Primavera Editorial? Os desafios,  por se tratar de uma editora ainda jovem e termos um grande caminho a percorrer, com barreiras a serem transpostas e obstáculos a serem vencidos; o desafio de vê-la crescer, aparecer e se firmar no mercado livreiro dentre as grandes editoras do segmento é o que mais motiva meu trabalho.

Qual livro da Primavera Editorial você recomendaria para seu melhor amigo? Eu indicaria dois deles, o “Conversando com casais grávidos” para meu irmão, que está esperando seu primeiro filho, e “O direito à verdade”, para uma amiga minha que passa por situações complicadas com o filho.

 

Primavera Editorial convida leitor a eleger a capa de “O livro dos negros”

✓ A capa do próximo lançamento da Primavera Editorial – O livro dos negros, do escritor e sociólogo Lawrence Hill – será escolhida pelos leitores. Em uma ação desenvolvida nas redes sociais, o leitor será convidado a escolher entre três capas. A votação entra no ar na próxima quarta-feira, 26 de março, e estará disponível no link: https://pt.surveymonkey.com/s/S7Y8Q5J

✓ A iniciativa é parte de um projeto da Primavera Editorial de incentivar os leitores a participarem do processo de publicação de obras.
___________________________________________________________________________

Com a proposta de incentivar os leitores a participar de forma mais ativa do processo de publicação de obras de ficção da editora, a Primavera Editorial está lançando uma ação focada nas redes sociais. Na página do Facebook, a editora convidará os leitores a eleger a capa preferida para O livro dos negros, de Lawrence Hill. A obra traduzida por Dina Blaj Schaffer – uma ficção baseada em pesquisas sobre a trajetória de africanos escravizados na América do Norte – conquistou prêmios internacionais como Commonwealth Writers Prize e está sendo adaptada para o formato minissérie em uma coprodução internacional dos Estados Unidos, Canadá e África do Sul. A partir da próxima quarta-feira, 26 de março, a votação estará disponível no link: https://pt.surveymonkey.com/s/S7Y8Q5J. Os eleitores da capa mais votada vão concorrer a 10 exemplares da obra.

Segundo Lourdes Magalhães, presidente da Primavera Editorial e pesquisadora de tendências da indústria mundial do livro, especialistas têm debatido o perfil e os anseios dos novos leitores, alimentando novas formas de enxergar a demanda desse público. “É praticamente um consenso que o consumidor, de modo geral, não quer mais ser um agente passivo no processo de compra. Além disso, esse consumidor quer um produto/serviço que passe o sentimento do ‘feito especialmente para mim’. Unindo essas duas demandas, temos um consumidor – no nosso caso, leitor – que quer ser parte ativa do processo de confecção do livro. E como isso é possível? A equipe da Primavera Editorial está experimentando formas de integrar nossos leitores nesse processo. A seleção da capa é apenas o primeiro passo dessa aproximação”, revela a executiva.

O livro dos negros
Lançado originalmente no Canadá sob o título The Book of Negroes, a obra marca a estreia de Lawrence Hill no mercado editorial brasileiro. Filho de Donna e Daniel G. Hill – pioneiros no Canadá em movimentos em prol dos direitos civis – o autor de O livro dos negros é sociólogo e estudioso da temática escravidão. Descendente de africanos escravizados nos Estados Unidos, cresceu em Toronto, durante os anos de 1960. Hill passou a escrever sobre a história dos negros no Canadá, tendo iniciado a carreira como repórter do jornal The Globe and Mail. Foi, ainda, correspondente parlamentar do Winnipeg Free Press. Fala francês e espanhol; viveu e trabalhou no Canadá, Estados Unidos, Espanha e França. Como voluntário da Canadian Crossroads International, viajou para Niger, Camarões e Mali. É bacharel em Economia pela Université Laval (Quebec) e mestre em Literatura pela The John Hopkins University (Baltimore).

A atividade de ficcionista complementa perfeitamente a de pesquisador. A vida de Aminata Diallo – protagonista de O livro dos negros – é uma clara representação da história dos africanos escravizados; uma história que, com certeza, emocionará os leitores brasileiros. Além do Canadá, a obra foi publicada nos Estados Unidos – Someone Knows My Name – e na França, com o título Aminata.

1Capas3

Pablo Picasso e Radiant Orchid inspiram o outono da Primavera Editorial

Intrigar os olhos e despertar a imaginação. Com esses atributos, a cor Radiant Orchid inspirou a equipe da Primavera Editorial a eleger o exótico matiz para o outono. O roxo radiante – inspirado em uma bela orquídea – estará no logo, no site e nas capas dos livros lançados na estação. O tom está presente, discretamente, em uma outra inspiração para a estação: o quadro Le Rêve (O Sonho), de Pablo Picasso.

Le Rêve (O Sonho), de Pablo Picasso

A obra representa Marie-Thérèse Walter, amante do pintor cubista. Bela e simples, Marie-Thérèse entrou na vida do pintor em uma tarde de 1927, aos 17 anos, mantendo-se como amante clandestina até meados de 1943. Inspirado pela amante, Picasso exaltou as linhas e as formas sensuais em obras de grande erotismo; além disso, Marie-Thérèse inspirou duas figuras femininas de Guernica.

Orquidea radiante

 

 

 

Leatrice Eiseman, diretora-executiva do Pantone Color Institute, defende que Radiant Orchid estimula a criatividade e a originalidade expandidas, aliás, características muito valorizadas na sociedade contemporânea. “Radiant Orchid traz uma harmonia encantadora de fúcsia, tons roxo e rosa, inspirando confiança e emanando alegria, amor e saúde. É um roxo cativante, que vai atrair com seu charme sedutor”, afirma Leatrice.

Logos e selos(Orquídea)-02

Segundo Lourdes Magalhães, presidente da Primavera Editorial, há cinco anos a editora adota a proposta de unir tendências a referências artísticas. Meses antes de cada estação, a equipe inicia uma busca criteriosa de tendências globais associadas a ícones de inovação e modernidade associados a referências presentes nas artes. “Recentemente, Le Rêve tornou-se a obra de Picasso mais cara, atingindo a marca de US$ 155 milhões em um leilão realizado em Nova York. O quadro,  pintado em 1932, traz um detalhe na cor roxa. Foi exatamente esse detalhe que nos inspirou a unir a cor do ano do Pantone à obra de Picasso”, conta Lourdes, acrescentando que a Brightland – consultoria com foco em projetos de Marketing Digital e Desenvolvimento Web – assina a atualização de layout do site. Logos e selos(Orquídea)-09