Sobre clubes do livro em uma ilustração de mulheres lendo e um livro ao fundo (ilustração).

Clubes de leitura na pandemia: fenômeno ou tendência?

Tenho visto um forte movimento de revalorização dos clubes de leitura, depois que ficamos esse tempo isolados, cada um tentando se reinventar na própria casa.

Os clubes de leitura são um grupo, que se reúne para gravar um bate-papo sobre um livro, sobre uma história.

E, mais ainda, colocam o livro em novos formatos digitais associados, por exemplo, iniciativas como os programas de podcasts sobre livros; ou lives sobre leituras, como formas de valorizar o hábito de ler e abrir espaço para debater obras específicas também.

E o que há de tão especial nisso? Para mim, o mais importante deles é a força do coletivo!

 

Benefícios dos clubes de leitura

Ler um livro é uma atividade solitária; porém, ao falar sobre ele, que é essencialmente uma atividade solitária, vamos para a força de mais pessoas, abrindo espaço em agendas atribuladas para uma conversa qualificada, ouvir outros pontos de vista, em espaços como empresas, escolas, universidades, condomínios e redes sociais. 

É o livro ocupando um protagonismo lindo de ver! 

Será tendência ou fenômeno?

Analistas de comportamento apontam esse como um fenômeno da pandemia – que pode sumir quando sairmos desse pesadelo. Não acredito! Quem experimentou a alegria de participar de um grupo de leitura não vai abrir mão desse prazer tão simples e sofisticado ao mesmo tempo.

E falo isso de cadeira! Aqui, na Primavera Editorial, criamos a nossa versão de clube, cuja proposta foi expandida para abarcar uma experiência sensorial que acolhe cheiros, sabores e conversas qualificadas sobre o universo do livro em questão. 

Nosso clube do livro para mulheres: Ramalhete de Leitura

 

Não ficamos de fora dos clubes de leitura; mas criamos o nosso pensando em experiências além do livro.

Com o projeto Ramalhete de Leitura, unimos os livros a produtos e serviços que transpõem o universo da narrativa da obra em debate para os ambientes das leitoras.

Em 2021, abrimos o ano com um Ramalhete especial, com a participação de uma das autoras da casa na roda de conversa e a parceria com uma empresa responsável por uma curadoria de marcas e produtos sustentáveis, que incentivam rituais de bem-estar.

Escolhemos o livro Natureza Íntima – Fendas de uma Mulher, de Maria Barretto, e a empresa The Little Shop, que selecionou produtos pensando nos ciclos femininos. 

 

Leia mais

Uma curadoria de produtos feitos por, e para mulheres: muito além do livro

Um dos produtos que escolhemos foi um sabonete artesanal, da marca Mãos que Plantam, cujo portfólio conta com cosméticos naturais produzidos em um sítio em Minas Gerais.

Essa pequena empresa é conduzida por Nágila Haick, que possui formação em Agronomia e mestrado em sustentabilidade de solo. Os produtos são naturais e representam o resgate de medicinas ancestrais. Ou seja, as empresas selecionadas são geridas por mulheres.  

Ao longo do ano, fomos costurando encontros muito especiais e autorais para clubes de leitura repletos de diferenciais.

Temos um gosto especial por unir mundos. Unir literatura, empreendedoras, leitoras, produtos e uma infinidade de experiências em prol do protagonismo feminino.

Essa é a nossa forma de estar no mundo livreiro. E se depender da gente, não vai ser só um fenômeno passageiro.

Vida longa aos clubes de leitura!