Dia Nacional da Saúde: vamos falar sobre estresse e ansiedade?

Dia Nacional da Saúde: vamos falar sobre estresse e ansiedade?

Nesse Dia Nacional da Saúde, gostaria de chamar a atenção para um tema que considero muito relevante: a saúde mental. Um grande contingente de adolescentes tem relatado problemas emocionais e ansiedade, no Brasil e no mundo. 

Hana Kimura – lutadora profissional no Japão – é uma das garotas que chocou o país ao cometer suicídio. Antes, publicou nas redes sociais a mensagem: “Todos os dias, recebo quase 100 opiniões bem francas e não posso negar que fico machucada”. O país do sol nascente sofre com uma alta taxa de suicídios, sobretudo de jovens; altos índices de bullying nas escolas e acesso limitado a programas de saúde mental, de acordo com matéria publicada no The New York Times.

A reportagem credita a morte de Hana à participação em um reality show, no qual jovens procuram encontrar um amor, partilhando uma residência maravilhosa.

 

Estresse e ansiedade: um problema mundial

 

Especialistas como Lisa Damour alertam que, hoje, os adolescentes se sentem mais estressados do que os pais; vivenciam, sintomas emocionais e físicos de tensão crônica – irritabilidade e fadiga –, em níveis que geralmente acometiam somente adultos.

No livro Estresse e Ansiedade: encarando a epidemia nas garotas, a PhD em Psicologia e colunista do The New York Times, afirma que alguma coisa mudou. “A ansiedade sempre fez parte da vida e do crescimento, mas nos últimos anos, sobretudo para as jovens, parece ter saído do controle. Sou psicóloga há mais de duas décadas e ao longo deste período tenho observado um aumento de tensão nas garotas, tanto no consultório quanto em minhas pesquisas. Tenho conhecimento das crescentes pressões sentidas pelas garotas, porque passo parte da semana em uma escola para meninas em minha comunidade e viajo para conversar com grupos de alunas nos Estados Unidos e no mundo inteiro”, afirma a autora.

A equipe da Primavera se orgulha de ter publicado esse livro, justamente pela relevância com o momento que estamos vivendo. A obra é um guia para refletir, discutir e encarar o crescente aumento da ansiedade e estresse entre as jovens meninas. Ele mostra que a incidência de ansiedade e estresse aumentou significativamente entre adolescentes de ambos gêneros, mas os estudos têm apontado que existe maior predominância entre meninas. Leia mais sobre o livro aqui: https://www.estresseeansiedade.com/

Recomendo, firmemente, para pais e mães; para educadores; e para pessoas interessadas em entender esse fenômeno contemporâneo. Acredito que o máximo possível de informações deve nos auxiliar a combater esse problemas e entender a importância de cuidar da saúde mental. 

Lu Magalhães, presidente da Primavera Editorial

Comentários